+10 Comidas tipicas da Bahia



A Bahia é em grande parte marcada pela sua culinária que possui sabores deliciosos e singulares, nos revelando através deles também diversos aspectos de sua cultura. Abaixo, confira receitas para levar um pouco desse estado até a sua mesa:

Acarajé

Esse post não poderia começar de outra maneira se não te falando sobre o Acarajé, um bolinho frito feito em azeite de dendê com base na massa de feijão fradinho, além de ser muito bem temperado com cebola e coentro. Mas o seu sabor mais marcante vem justamente da pimenta baiana.

Essa é uma receita simples que não se parece com nenhuma outra, já que o seu sabor além de encantador, também é indescritível.

Abará

O que pouca gente sabe é que as baianas de acarajé, também vendem Abará! Esse curioso nome também se refere a um bolo com base em feijão fradinho, mas a grande diferença entre ele e o Acarajé é que o Abará é cozido em folha de bananeira, dando a ele um sabor ainda mais especial.

Vale a pena experimentar ambos para poder dizer que teve uma experiência completa!

Caruru

Servindo como acompanhamento para as duas receitas anteriores, o Caruru é um prato feito com base em quiabos, contendo muito azeite de dendê e claro, muito camarão, como quase todas as comidas típicas da Bahia.

Sua receita também é incrementada com amendoim, castanhas e aquele toque de pimenta que não pode faltar!

Vatapá

Podendo ser feito tanto com pão quanto com farinha, fica a certeza de que o Vatapá pode te surpreender. O seu preparo é simples e prático, podendo ser feito até mesmo no liquidificador. O que mais importa nessa receita é não ter receios quanto ao uso dos temperos e se permitir usar e abusar deles.

Ele também é muito consumido em união as receitas anteriores, formando assim um sabor bem característico da Bahia.

Moqueca de peixe

O cozimento do peixe justamente com o Azeite de dendê, leite de coco e bastante tempero, faz com que a moqueca baiana seja marcante para todos que a experimentam, sendo um modo diferencial e delicioso de preparar o peixe e outros frutos do mar.

É possível inserir pimentões de diversas cores, tomates, banana e até pedaços de coco seco. Cada detalhe importante para essa construção de sabor tão original!

Cocada

Dando uma rápida pausa nos pratos salgados, quero te mostrar que também há possibilidades doces na culinário típica baiana, assim se torna possível fazer todo um menu de acordo com o estado, tendo ideias incríveis para a sobremesa.

Esse doce a base de coco é muito tradicional, seu preparo é simples e demanda poucos ingredientes como açúcar e água para as receitas mais práticas, além do coco, é claro. Mas há opções mais atuais que trazem ainda mais sabor para o preparo.

Sarapatel

O sarapatel é um prato excêntrico, feito com as vísceras e tripas de porco, podendo usar até mesmo partes como o coração do animal. Tudo é cortado em pedaços pequenos para que o tempero penetre bem e nos faça comer sem nem lembrar da sua origem.

Alguns temperos muito utilizados na Bahia são indispensáveis nessa receita, como a pimenta do reino e o coentro.

Xinxim de bofe

O ingrediente base para o Xinxim de bofe é o pulmão do boi, elemento que possui uma informação nutricional bem interessante por ser rico em ferro mas, acima disso, garanto que pode se surpreender com o seu sabor tão único e singular.

Seu preparo é bem baiano mesmo, contando com a presença do dendê, camarão seco, leite de coco e toda aquela mistura de tempero que já estamos acostumados a ver quando pensamos na culinária desse estado.

Mungunzá

O mungunzá doce e feito com leite de coco é bem característico da Bahia, já que em outros locais ele se faz presente na versão salgada. Além do próprio leite de coco, poucos ingredientes serão necessários, como o milho branco próprio para o preparo, açúcar, canela, coco ralado e leite comum.

Tanto na receita em si quanto na finalização do prato, o cravo também é parte importante, dando um sabor diferente das receitas doces que já estamos acostumados a ver.

Bolinho de estudante

Essa é uma maneira diferente de usar um ingrediente já bem conhecido, a tapioca. Nesse caso, é feita uma massa simples com ela que posteriormente vai ao fogo para ser frita, originando assim os delicados bolinhos de estudante.

O interessante é que, depois de fritos, se polvilhe açúcar e canela mesmo, além de não esperar para comer, assim não perde aquela sensação deliciosa de crocância.