+60 Comidas Típicas do Nordeste



INGREDIENTES

PORÇÕES

Serve pessoas

TEMPO DE PREPARO

As comidas típicas do Nordeste têm temperos fortes e sabores marcantes. Quem nunca ouviu falar do acarajé, caruru, moqueca baiana, carne de sol, cuscuz de milho e uma boa buchada? As comidas do Nordeste incluem pratos feitos com frutos do mar, carnes variadas, principalmente de sol, de carneiro, bode e porco, tapioca, milho, dentre outros ingredientes.

Muitas comidas típicas do Nordeste podem ser encontradas em todos os estados. Todos os pratos ficam marcados para sempre no paladar de quem tem a oportunidade e a sorte de prová-los, como:

  • Moqueca de peixe e camarão;
  • Carne de sol;
  • Cuscuz de milho;
  • Sarapatel;
  • Galinha caipira e frango à cabidela;
  • Tapioca ou beiju;
  • Mungunzá, pamonha e canjica;
  • Buchada de bode;
  • Queijo coalho;
  • Caranguejada;
  • Arroz-doce;
  • Baião de dois;
  • Rabada de boi;
  • Umbuzada.

Já alguns são mais restritos a alguns estados específicos, como o rubacão no Rio Grande do Norte, o arroz de cuxá no Maranhão, o Maria Isabel no Piauí, o vatapá na Bahia e o bolo Souza Leão em Pernambuco.

E então, que tal conhecer as principais comidas típicas de cada estado do Nordeste? Todos os nove possuem pratos marcantes que também ganharam projeção para todo o Brasil e podem ser saboreados em qualquer canto do país!

Bahia

Bobó de camarão

A receita típica baiana e nordestina do bobó de camarão tem como diferencial o uso da mandioca, assim como o azeite de dendê e o leite de coco que também são ingredientes obrigatórios! O resultado é um prato encorpado e muito, mas muito gostoso!

Acarajé e abará

A massa do acarajé baiano e do abará é feita com feijão fradinho, cebola, sal a gosto e azeite de dendê. A diferença entre os dois é que um é frito e o outro é cozido. O recheio da receita de acarajé tradicional inclui o vatapá baiano, vinagrete, caruru (quiabo) e camarão. Quem prova não esquece essa combinação!

Moqueca de peixe com dendê

Na típica moqueca de peixe baiana não falta azeite de dendê, leite de coco, pimentão e coentro. A receita pode ser feita com peixes como cação, pintado, tilápia e bacalhau. O camarão também é permitido! O pirão é feito com o caldo e farinha de mandioca, compondo um delicioso acompanhamento para o prato!

Vatapá

O vatapá é amado por todos os baianos! É muito consumido com acarajé, caruru e nos almoços da Semana Santa. Dá para fazer a massa com pão francês, farinha de rosca ou comprar até pronta no supermercado. Ingredientes que não podem faltar são os camarões, o azeite de dendê e o leite de coco.

Caruru

A receita de caruru é feita com quiabo e camarão, um prato bem molhadinho comum na Bahia até mesmo nos almoços de todo dia. Costuma ser servido com vatapá e frango e é oferecido nas festas do dia de São Cosme e Damião, comum também no almoço tradicional da Semana Santa!

Mungunzá

O mugunzá doce é uma iguaria da culinária baiana. A receita de mugunzá é feita com milho, leite de coco ou de vaca, açúcar, canela a e cravo-da-índia. É bem cremoso e servido, geralmente, no jantar e em festas juninas. Pode ser encontrado em todos os estados do Nordeste.

Moqueca de camarão com dendê

Na moqueca de camarão baiana também não podem faltar o azeite de dendê e o leite de coco. A receita fica pronta em menos de 30 minutos e é deliciosa, com aquele gostinho especial que toda comida feita em panela de barro tem!

Ceará

Baião de dois

O baião de dois está presente em todo o Nordeste, mas a receita tradicional é do Ceará. O arroz é preparado na panela em que foi feito o feijão, o que dá um sabor todo especial ao prato simples e que é uma festa para o paladar!

Moqueca de robalo

A moqueca de peixe também é um prato típico do Ceará, mas a receita não leva o azeite de dendê como na Bahia, pelo menos não obrigatoriamente. Pode ser feita com vários tipos de peixe, mas o robalo é o mais comum. Um ingrediente inusitado da receita é o suco de caju.

Caranguejada

A caranguejada também está presente em todo o Nordeste. A receita que tem os caranguejos como ingrediente principal, também leva leite de coco e vários temperinhos frescos. Para comer os caranguejos é preciso de um martelinho para quebrar a casca e retirar a carne branquinha e de um sabor inigualável!

Bolo mole

A receita do bolo mole típico do Ceará leva leite de coco e todos os outros ingredientes tradicionais de qualquer bolo, como farinha de trigo, açúcar e ovos. A consistência é de um pudim, bem molinho e molhadinho!

Cuscuz de milho

Vamos falar logo do cuscuz de milho, que é um prato obrigatório em todos os lugares do Nordeste. No Ceará, além dos flocos de milho, também leva coco ralado na receita. Ele fica pronto em 10 minutinhos e combina com todo tipo de refeição: café da manhã, almoço e jantar.

Tapioca

A tapioca é, na verdade, comida típica de todo o Nordeste. A farinha de tapioca se transforma no beiju recheado com ingredientes doces ou salgados, como coco e leite condensado, queijo, presunto, carne, frango e muito mais!

Sarapatel

A receita de Sarapatel é originária de Portugal. Muito consumida no Ceará e em todo o Nordeste, é feita com carne, fígado, coração e/ou rins de porco ou cabrito. O prato de sabor inigualável e textura macia é servido, geralmente, com arroz, pirão e vinagrete.

Paçoca de carne de sol

Feita com carne de sol e farinha de mandioca, a paçoca salgada faz sucesso! Fazer é fácil: basta fritar a carne, desfiar e socar no pilão, misturando depois com a farinha na panela!

Pernambuco

Bolo Souza Leão

O bolo Souza Leão leva o nome da família que divulgou a receita por Pernambuco. Leva massa de mandioca, manteiga, ovos e leite de coco. É muito difícil acertar o ponto do bolo, que é semelhante a um pudim mais durinho.

Cozido

O tradicional cozido pernambucano é feito com a perna do boi, carne de charque, bacon e linguiça. O prato tem bastante caldo, que serve para fazer o pirão com farinha de mandioca de acompanhamento, e as verduras cozidas. Com arroz cozido o almoço está completo!

Macaxeira cozida (aipim)

A macaxeira cozida é muito servida no café da manhã e na janta dos pernambucanos. Basta cozinhar na água e sal e servir. Os acompanhamentos preferidos são a carne do sol e os ovos mexidos.

Buchada de bode

A buchada de bode é uma comida típica de Pernambuco e de todo o Nordeste. Os buchos são feitos com pedaços de intestino que servem para enrolar os miúdos picados. O tempero dá um gostinho todo especial, mas o prato requer muita higiene no preparo!

Cartola

Outro doce típico de Pernambuco, a receita de cartola leva banana frita, queijo de manteiga, açúcar e canela. A mistura de texturas e sabores dá um toque especial à iguaria!

Inhame cozido

O inhame é outro tubérculo que se parece muito com o aipim, mas tem lá suas diferenças nutricionais e no paladar. Por dentro é mais branquinho, mas o modo de preparo é o mesmo!

Bolo de rolo

A receita de bolo de rolo típica de Pernambuco tem a massa bem fininha e recheio de goiabada tradicional. Não leva cobertura – também nem precisa. O resultado é um doce divino!

Sergipe

Caranguejada

O caranguejo é um prato típico de Sergipe, encontrado principalmente em Aracaju, onde é consumido como petisco com um martelinho para quebrar a casca e encontrar a carne e uma cerveja gelada para acompanhar!

Aratu na palha

Comumente encontrado nos mangues de Aracaju, o aratu, que é um tipo de caranguejo pequenininho, é servido cozido na palha! Um ótimo tira-gosto de sabor inconfundível para quem está na praia!

Mangaba

A mangaba é a fruta mais tradicional de Sergipe, na frente até mesmo do caju. Você pode experimentar sorvetes, sucos, doces, geleias e muitos outros pratos feitos com a fruta!

Chapa mista de frutos do mar

A chapa mista contém frutos do mar em geral ou peixes, lula frita, camarão e legumes. Iguaria deliciosa que dá para matar a fome de muita gente!

Moqueca de camarão

O prato típico do Nordeste não poderia estar de fora da culinária sergipana.

Mariscada

A mariscada pode ser feita com uma combinação de ostras, sururu, siri catado e camarão, muitos temperinhos e leite de coco. O sabor é surpreendente!

Alagoas

Sururu de capote

O sururu de capote é servido na casca e uma iguaria muito apreciada em Maceió. O marisco é comumente encontrado nas lagoas da região.

Umbuzada sertaneja

A umbuzada é típica do Nordeste. A receita do doce de umbu cremoso semelhante a um mousse, mas um pouco mais líquido, é feita com a fruta batida, leite e açúcar!

Pituzada

A pituzada é feita com o conhecido “camarão-d’água-doce”. A receita leva leite de coco e um acompanhamento comum é o pirão feito do caldo.

Pudim de tapioca

O pudim de tapioca é doce comum em Alagoas. A receita leva leite de coco, tapioca, açúcar, coco, sal e leite condensado. O sabor doce e natural é inigualável!

Rio Grande do Norte

Galinha à cabidela

A galinha à cabidela é feita com o sangue do animal, o que pode assustar quem não está acostumado com o prato. O resultado final, no entanto, é uma delícia. Pode apostar sem medo!

Feijão-verde

O feijão-verde é muito consumido no Rio Grande do Norte. O preparo é feito com os mesmos temperos do feijão tradicional, mas a receita pode ser incrementada com queijo coalho, creme de leite ou requeijão.

Doce de caju em calda

O caju é uma fruta comum no Nordeste e que está presente em várias receitas. O melhor de tudo é que é muito prático de fazer, pois leva apenas caju, açúcar, cravo e canela.

Cartola

O doce de banana e queijo muito consumido em Pernambuco também é iguaria presente no Rio Grande do Norte. As bananas fritas ou cozidas em tiras são cobertas com queijo coalho ou de manteiga e recebem pitadas especiais de açúcar mascavo ou cacau em pó e canela.

Bobó de camarão

A receita de bobó de camarão é enriquecida com mandioca, 2 ingredientes que não faltam dentre os pratos típicos do Nordeste!

Paçoca de carne de sol

Carne de sol desfiada com farinha de mandioca é uma receita típica que faz a cabeça de todos no estado! A paçoca salgada é de lei!

Paraíba

Rubacão

O rubacão é uma refeição completa super cremosa feita com arroz, feijão, carne do sol ou de charque e queijo coalho. Só de falar já dá água na boca!

Galinha capoeira guisada

A galinha capoeira é a conhecida galinha caipira, criada solta nos quintais e, portanto, muito mais saudável e de procedência. A carne costuma ser mais firme e escurinha, do jeito que os paraibanos e todos os nordestinos gostam! O preparo é feito como qualquer galinha cozida normal!

Canjica e pamonha

As comidas de milho típicas das festas juninas podem ser comumente encontradas na Paraíba e no Nordeste na janta ou em um lanche, por exemplo. Feitas com o milho bem amarelinho, as receitas ganham uma tonalidade viva e um gosto inigualável!

Capão guisado

O capão é um frango maior do que o normal que é criado castrado para comer e crescer mais. A receita do capão caipira guisado ou cozido é semelhante a de qualquer outro frango.

Arroz-doce

Quando sobra arroz em casa, os paraibanos e nordestinos em geral não perdem tempo e vão logo separando mais alguns ingredientes para preparar o arroz-doce. Basta acrescenta na receita leite e açúcar e temperar tudo com casca de limão, canela e cravo-da-índia!

Cabeça de galo

Considerado um prato fortificante, bem ao estilo “cura ressaca”, a receita de cabeça de galo consiste em um pirão de ovos com farinha de mandioca, verduras e temperos frescos, como cebola, coentro e pimenta!

Carne de sol

A carne de sol ou carne do sertão é temperada com bastante sal e colocada para secar ao sol. Quando frita, pode ser vista em diversos pratos, como a carne de sol com aipim e a paçoca salgada.

Arrumadinho

O Arrumadinho vem em fileiras de aipim, carne de charque, farofa, vinagrete e feijão verde. O gostinho fica ainda mais especial porque tudo é temperado com manteiga de garrafa. O visual é lindo, mas na hora de colocar no prato pode misturar tudo!

Maranhão

Arroz de cuxá

O prato típico do Maranhão mais famoso no Brasil é o arroz de cuxá, recheado e temperado com cebola e alho, camarões secos, vinagreira (hibisco), gergelim-branco, azeite de oliva e sal.

Peixe assado

O peixe assado maranhense é diferenciado. O óleo utilizado como base é o azeite de coco de babaçu, que dá um toque especial ao peixe, que também pode ser frito. Os acompanhamentos mais comuns para o prato são arroz, farinha e vinagrete.

Doce de espécie

O doce de espécie foi inventado no Maranhão e é semelhante a um biscoito. A massa é feita com farinha de trigo, óleo, sal e água, enquanto o recheio é feito com coco ralado, água e açúcar!

Moqueca maranhense

O principal diferencial da moqueca maranhense é a presença de ovos cozidos na receita, que também não leva dendê, como na Bahia. Os peixes utilizados mais comumente são o tucunaré e o dourado. Camarões também podem ser incluídos para dar um gostinho todo especial.

Camarão gigante

Esqueça os camarões pequenos que você está acostumado a comer! O Maranhão é conhecido por servir “o melhor camarão do mundo” e faz jus à fama. O camarão da malásia ou camarão gigante pode ser encontrado em diversos restaurantes com acompanhamentos deliciosos que completam a refeição!

Rabada

A receita de rabada, um prato típico nordestino, é feito com o rabo do boi. A carne bem temperada derrete na boca e agrada principalmente quem gosta de comidas mais gordurosas! O cozido leva vários tipos de verduras e é servido, geralmente, com arroz e pirão. É um prato clássico e muito barato consumido em todo o Brasil!

Juçara

Você já ouviu falar de Juçara, mas com outro nome: açaí! Os guias turísticos do Maranhão explicam que há, sim, uma diferença entre as duas frutas, já que Juçara seria uma parente próxima do conhecido açaí em todo o Nordeste, mas com um sabor mais leve e menos calórico. Lá Juçara é servido com farinha ou camarão seco!

Carne de sol maranhense

O diferencial da carne de sol maranhense são os acompanhamentos, como a banana frita, manteiga de garrafa, queijo coalho e o feijão de caldo com legumes.

Peixada Maranhense

A peixada maranhense é um cozido feito com peixes típicos da região e também leva ovo na receita. Parece muito com a moqueca, mas o prato não vem acompanhado de camarões.

Piauí

Maria Isabel

O nome diferenciado é de uma receita típica do Piauí muito simples, mas deliciosa. Os ingredientes incluem arroz cozido com carne em pedaços temperado com cheiro verde. O visual é incrível!

Bode assado

O bode assado é iguaria no Nordeste e amado pelos piauienses. A carne escura de sabor forte é marca registrada do Nordeste!

Arroz com capote

O arroz com capote, que é a galinha d’angola ou saqué, é feito com os temperos convencionais de qualquer prato cozido. O diferencial da receita é que tudo é servido misturadinho!

Bolo de goma

Bolo de goma sempre está presente na casa dos piauienses. Leva goma ou polvilho azedo na receita, queijo ralado, leite, óleo, ovos, sal e fermento.

Bolo frito piauiense

O bolo frito é comida típica do Piauí que surpreende pelo sabor e modo de preparo. É feito com goma ou polvilho, leite, óleo e queijo parmesão ralado. A massa é feita no fogo e, depois de pronta, enrolada em tranças e frita em óleo!

Panelada e Sarapatel

Os dois são tira-gostos ou pratos principais que fazem sucesso no Piauí. A panelada é feita com intestino de boi e verduras, enquanto o sarapatel é feito do porco com a carne, fígado, coração e/ou rins. Com farinha de mandioca e um vinagrete para acompanhar fica uma delícia!